A- A A+

facebookrss

Género e Envelhecimento - Notícias nº 87

genero envelhecimento

Ano de Edição: 2013

Género e Envelhecimento - Notícias nº 87 »»

 

 

 

 

 

Teoria e Prática de Gerontologia: um guia para cuidadores de idosos

teoria pratica gerentologiaAno de Edição: 2011
Sinopse

A "Teoria e Prática da Gerontologia: Um Guia para Cuidadores de Idosos" é uma obra que pretende ocupar um lugar vago na literatura científica e técnica das questões do envelhecimento e dos cuidados ao idoso. Destina-se a académicos e técnicos que envolvidos nessa nobre e exigente tarefa de cuidar de pessoas idosos. Como está escrita numa linguagem acessível pode, e deve também, ser lida ou consultada por cuidadores informais de idosos e outros interessados neste tema tão atual das sociedades contemporâneas.
A obra resulta de um conjunto vasto de reflexões do autor aos quais se juntaram os contributos de outros investigadores nacionais e estrangeiros, a maior parte destes são docentes e investigadores da Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Bragança e do Núcleo de Investigação e Intervenção do Idoso.

Mais em:
www.psicosoma.pt

Manual de Envelhecimento Activo

manual envelhicimento activoAno de Edição: 2012
Sinopse

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, o envelhecimento activo constitui um dos maiores desafios do nosso tempo. O desenvolvimento de medidas para ajudar as pessoas mais velhas a manter uma vida saudável afirma-se como uma necessidade, sendo este livro um contributo para esse desígnio.
Manual de Envelhecimento Activo foi elaborado por profissionais do âmbito da Gerontologia e expõe um conjunto de indicações para que o envelhecimento seja uma experiência positiva e para que as pessoas invistam no seu potencial para o bem-estar físico, social e mental ao longo do curso da vida.
Desde a autopromoção da saúde, tendo por base a importância do exercício físico e mental e uma alimentação adequada, à vivência plena dos afectos e das relações sociais, e à gestão dos múltiplos afazeres do quotidiano, esta obra procura também alertar para a importância da protecção e segurança nesta etapa de vida e de uma participação efectiva na sociedade, de acordo com as necessidades, direitos e capacidades individuais.
É um livro que, em jeito de manual, se destina a todos aqueles que, encontrando-se cientes do seu processo de envelhecer, procuram manter-se activamente comprometidos com a vida, dela retirando o máximo prazer, qualidade e vitalidade.

Mais em:
www.wook.pt

Revista Reviver

revista reviverA REVIVER é a primeira revista generalista destinada aos seniores portugueses. Acreditamos que a velhice não passa de um estado de espírito e pretendemos todas as edições promover o envelhecimento activo e saudável. Oferecemos a nossa revista de norte a sul do país em formato digital. Pretendemos ser um meio de comunicação em que os leitores possam partilhar experiências, histórias e feitos.

Revista Reviver »»

 

 

Desafio Saúde

desafio saudeO "Desafio Saúde" é um projecto editorial, que promove uma reflexão e reacção responsável na área da saúde, orientado por critérios de rigor técnico e científico, envolvendo como parceiros as principais entidades privadas e públicas, assim com organismos da Administração Pública.

O "Desafio Saúde" é um jornal mensal, disponível a nível nacional que privilegia, no seu conteúdo, a informação isenta, rigorosa e objectiva, apresentada de uma forma compreensível pelo cidadão. É responsável apenas perante os leitores e assume-se como independente de qualquer poder político e de poderes particulares.

www.desafiosaude.pt

Género e Envelhecimento – Revista ex aequo

Género e Envelhecimento Ex aequo n26 1Ano de Edição: 2012
Editorial: A ex aequo, no segundo semestre de 2012, dedica o seu Dossier Temático à problemática do envelhecimento, numa ótica de género, integrando-se na reflexão europeia sobre o Envelhecimento Ativo e a solidariedade entre Gerações, tema a que a União Europeia dedicou o presente ano.

Um maior conhecimento e subsequente compreensão da situação das pessoas idosas não podem deixar de ter em conta que estas não são um grupo homogéneo, mas um grupo etário (ou um conjunto de subcategorias etárias, dado o progressivo aumento da longevidade) permeado por muitas variáveis, entre as quais o sexo e a identidade de género, e inserto num determinado tecido social, também ele condicionado por relações sociais de género. A promoção da cidadania ativa e da qualidade de vida de mulheres idosas e de homens idosos implica questionar os diferentes padrões de autonomia, seja material, seja de decisão, seja na esfera pública, seja na vida privada e íntima; exige, ainda, desconstruir paradigmas de reconhecimento social e rever conceitos, como o de população ativa.

ler mais »»

Diagnóstico

Newsletter - Janeiro - Junho 2014

Cartaz Grita UMAR

Logos--Cig-Poph-Qren-Port-FSE